Loading...
Casos Reais 2018-07-17T14:11:43+00:00

“Ouvia vozes e via portas a abrir sem ninguém lhes mexer”

A perturbação começou desde cedo a afetar a vida de Lilia. A viver um pesadelo tornado realidade, ela não sabia como fugir de algo tenebroso, que não conseguia ver e nem sequer agarrar

Lilia sentia-se “doente”, pois o que estava a acontecer na sua vida era tudo menos normal. “Ouvia vozes, via as portas a abrir sem ninguém lhes mexer, sentia coisas geladas e colarem-se a mim”, relembra hoje a mãe de família o pesadelo em que vivia. Apavorada, chegou a ir estudar para Londres, a pensar que essa seria a solução… mas de nada adiantou.
O princípio da mudança começou a ter lugar na sua vida, a partir do momento em que ela conheceu a Universal. “Comecei a frequentar as reuniões de sexta-feira e fazia o que os pastores me orientavam. A libertação não foi fácil, pois manifestava muito com espíritos malignos, porém, no dia em que determinei a minha libertação no meu coração, tudo acabou! Libertei-me, Batizei-me nas Águas e uns meses depois fui Batizada com o Espírito Santo.”

A PROVAÇÃO. Lilia, que entretanto casou na Universal, tornou-se uma nova pessoa, transformada e feliz. “Conquistei casas com piscina e com vista para o mar, terrenos, um apartamento com piscina num condomínio fechado em Cascais, lojas, carros… mas, principalmente, Deus deu-me uma família abençoada, feliz e unida”, conta.
Todavia, algo aconteceu que colocou a sua felicidade em perigo e quase destruiu a sua família. “O meu filho não quis mais estudar ou ir para a faculdade, tendo decidido ir trabalhar no ramo da restauração. E foi aí que começaram os problemas… eram noitadas, bebedeiras, uma espiral de autodestruição, sendo que nós não podíamos dizer nada. Quando eu e o meu marido decidimos que aquilo tinha que acabar, começaram as guerras e as discussões, a ponto de ele dizer que se ia embora de casa.”

“Sentia coisas geladas e colarem-se a mim”

A MUDANÇA. “Embora continuasse a fazer propósitos e a orar por ele, as coisas complicaram-se e muito. Novamente noitadas e bebedeiras, mas agora muito piores, as discussões eram terríveis, tanto que eu já não reconhecia o meu filho, ele era outra pessoa completamente diferente, terrível.”
Foi através do seu Sacrifício no Altar que a vida de Lilia teve o desfecho esperado, ou seja, ela teve a sua família de volta, nomeadamente, o seu filho. “Naquele mesmo dia, tive o meu filho de volta. Voltámos a ter paz e harmonia em casa e acabaram-se as discussões. O meu filho voltou a estudar, está na faculdade a tirar Direito, e, principalmente, voltou a ser o filho que era. Por isso, eu digo sempre que Deus deu-me muito mais do que eu alguma vez serei capaz de Lhe dar”, conclui, hoje, feliz.

Lilia Nunes

Visite-nos

“Sentia um vazio enorme”

Leia por completo

Inaugurou uma clínica privada, que hoje é um sucesso!

Leia por completo

“A minha vida era passada a tomar remédios”

Leia por completo