Sofreram vários acidentes de carro e chegaram ao coma alcoólico

“Os meus dois filhos viviam no mundo da noite. Trabalhavam em bares, eram dependentes do álcool, do tabaco, das drogas e tinham outros vícios.

Preocupava-me, muitas vezes, com o futuro deles porque via que não tinham qualquer sentido de responsabilidade, levando a vida envolvidos com festas, bares e vícios. Saíam de casa e não tinham hora para chegar. Havia dias em que nem sequer regressavam e não me davam qualquer satisfação. Por vezes, eram trazidos a casa pelos amigos porque estavam bêbedos e inconscientes.

Devido a estes vícios, sofreram vários acidentes de carro e chegaram a ser admitidos no hospital em coma alcoólico. Para além disso, encontrei droga na carteira deles e, quando os confrontei, eles negaram.

Apesar de os meus filhos nunca me terem agredido fisicamente, quando chegavam a casa alcoolizados eram bastante agressivos com palavras, agredindo-me verbalmente quando estavam alterados ou sob o efeito de substâncias, o que era extremamente desagradável e causava mau ambiente em casa.

Passei muitas noites em claro preocupada com eles, sem saber onde estavam e o que faziam. Embora parecessem divertir-se imenso, eu sabia que, no fundo, eles eram infelizes e vazios, dois jovens sem rumo. Tornaram-se uns filhos distantes e isso deixava-me muito triste!”

Nova vida.“Um dia, decidi não aceitar mais essa situação, revoltei-me e tomei uma atitude. Lutei e sacrifiquei na Fogueira Santa por eles. Entreguei essa situação nas mãos de Deus e deixei-O agir.

Logo depois, os meus filhos aceitaram o meu convite para participar numa das reuniões na Igreja Universal e, através das mensagens de fé que ouviram, eles mesmos decidiram deixar essa vida. Deixaram de fazer o que era errado, largaram os vícios, pararam de frequentar os bares e de fazer noitadas. Hoje, são uns filhos exemplares e começaram uma nova vida. Agora, posso dormir descansada porque sei que eles estão bem e são felizes e agradeço a Deus por isso.”

Arminda Ferreira, Universal Espinho

Fonte: Folha de Portugal