Livro: O Espírito Santo – A Santíssima Trindade

Muito embora a Santíssima Trindade seja um mistério para ser revelado apenas quando estivermos diante do trono da graça, ainda assim, podemos ter certeza absoluta da Sua existência, pelas informações dadas nas Escrituras Sagradas. Alguns versículos são bastante explícitos a este respeito, não permitindo qualquer dúvida da Sua realidade. O exemplo mais claro e evidente da manifestação da Santíssima Trindade foi exatamente no batismo do Senhor Jesus, realizado por João Batista, conforme documentou Mateus:

“Por esse tempo, dirigiu-se Jesus da Galiléia para o Jordão, a fim de que João O batizasse. Ele, porém, o dissuadia, dizendo: Eu é que preciso ser batizado por Ti, e Tu vens a mim? Mas Jesus lhe respondeu: Deixa por enquanto, porque, assim, nos convém cumprir toda a justiça. Então, ele o admitiu. Batizado Jesus, saiu logo da água, e eis que se lhe abriram os céus, e viu o Espírito de Deus descendo como pomba, vindo sobre Ele. E eis uma voz dos céus, que dizia: Este é o Meu Filho amado, em quem Me comprazo.” Mateus 3.13-17

Daí, as três Pessoas são identificadas:

O Filho, sendo batizado nas águas;

O Espírito Santo, descendo sobre o Filho em forma de uma pomba;

O Pai, identificando do Céu o Seu Filho amado, Jesus.

Também o apóstolo João confirma a existência da Trindade, quando diz: “E três são os que testificam na terra: o Espírito, a água e o sangue, e os três são unânimes num só propósito.” 1 João 5.8

No Antigo Testamento não há qualquer referência direta à Trindade. Porém, na criação do homem, encontramos na expressão de Deus o seguinte: “Também disse Deus: Façamos o homem à Nossa imagem, conforme a Nossa semelhança.” (Gênesis 1.26);“Então, disse o Senhor Deus: Eis que o homem se tornou como um de Nós.” Gênesis 3.22

Esta maneira pluralista de referir-Se a Si próprio revela indiretamente a existência da Santíssima Trindade.

A Bíblia revela que na Santíssima Trindade temos três Pessoas distintas; porém, Um só Deus: Deus-Pai, Deus-Filho e Deus-Espírito Santo. Como isto é um mistério, devemos nos alegrar por já termos esta base de conhecimento, uma vez que o oculto fica com Deus, conforme a própria Palavra nos adverte:

“As coisas encobertas pertencem ao Senhor, nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem, a nós e a nossos filhos, para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei.” Deuteronômio 29.29.

Participe do Jejum de Daniel, para que o Espírito Santo venha repousar sobre a sua vida e fazer de você a Sua morada.

De 06 de agosto a 26 de agosto.

Se você já participou alguma vez do Jejum de Daniel, deixe um comentário contando as suas experiências. Isso irá ajudar os que estão indecisos a descobrirem os grandes benefícios desse propósito.

(*) Texto retirado do livro “O Espírito Santo”, do Bispo Edir Macedo.

Fonte: Universal

2018-08-13T08:48:35+00:00