Noticia

Heróis da Bíblia: Sadraque, Mesaque e Abede – Nego

 

Sadraque, Mesaque e Abede-Nego são os nomes babilónicos dados a Hananias, Misael e Azarias, três jovens que estavam entre os hebreus que foram levados cativos para a Babilónia pelo rei Nabucodonosor.

No capítulo 3 do livro do Profeta Daniel, encontramos a narrativa que dá maior ênfase a Sadraque, Mesaque e Abede-Nego. Na ocasião, Nabucodonosor fez uma grande imagem de ouro e ordenou que, quando a música tocasse, todos os povos, nações e homens de todas as línguas deveriam se prostrar e adorar a imagem de ouro que havia sido levantada. Quem se recusasse seria lançado na fornalha de fogo ardente (Dn 3:1-7).

Como Sadraque, Mesaque e Abede-Nego não atenderam a ordem do rei, logo foram denunciados e conduzidos até a presença do furioso Nabucodonosor. Antes de aplicar a pena capital, o rei ainda tentou convencê-los a se prostrarem diante de sua imagem, terminando seu discurso com a seguinte pergunta: “Quem é o deus que vos poderá livrar das minhas mãos?” (Dn 3:15). A resposta dos três homens foi uma pura expressão de fidelidade a Deus e confiança em Sua vontade.

 “Responderam Sadraque, Mesaque e Abede-Nego, e disseram ao rei Nabucodonosor: Não necessitamos de te responder sobre este negócio.
Eis que o nosso Deus, a quem nós servimos, é que nos pode livrar; ele nos livrará da fornalha de fogo ardente, e da tua mão, ó rei.
E, se não, fica sabendo ó rei, que não serviremos a teus deuses nem adoraremos a estátua de ouro que levantaste.”

Daniel 3:16-18

Sadraque, Mesaque e Abede-Nego foram lançados, atados, dentro da fornalha. Então, Nabucodonosor se espantou, pois no mesmo instante, ele começou a ver quatro homens soltos passeando dentro do fogo, sem nenhum dano, sendo que, segundo Nabucodonosor, o aspecto do quarto homem era semelhante “a um filho dos deuses” (Dn 3:25)

Diante desse evento sobrenatural, Nabucodonosor chamou a Sadraque, Mesaque e Abede-Nego para fora da fornalha. Mesmo estando em uma fornalha tão aquecida, nem mesmo os cabelos ou as roupas dos homens ficaram chamuscados. Então, Nabucodonosor reconheceu a grandeza do Deus daqueles homens e fez um decreto dizendo que qualquer um que blasfemasse contra o Deus de Sadraque, Mesaque e Abede-Nego seria despedaçado (Dn 3:28,29).

 

Lições que podemos aprender com Sadraque, Mesaque e Abede-Nego:

  • Mesmo longe de sua terra natal e tendo seus nomes trocados, os três jovens não perderam suas verdadeiras identidades. Isso nos mostra que mesmo em momentos de grande adversidade, diante de situações que aos nossos olhos parecem insuperáveis, não devemos nos esquecer de quem realmente somos.
  • Mesmo vivendo no meio do paganismo, os três jovens permaneceram fiéis a Deus. Muita gente argumenta ser difícil servir verdadeiramente a Deus diante de um mundo depravado, da companhia de pessoas incrédulas e estando inserido em ambientes corrompidos. Mas a história desses jovens nos mostra que a fé verdadeira em Deus é inabalável.
  • Também aprendemos que aquele que tem a fé verdadeira prefere a morte à possibilidade da apostasia. O verdadeiro servo de Deus confia no Senhor mesmo que isso custe a sua própria vida.
  • O testemunho de quem é fiel reflete a verdade sobre Deus aos olhos do mais corrupto pecador. Nabucodonosor, um homem mergulhado no paganismo, reconheceu o poder de Deus diante da atitude daqueles três homens. Qual tem sido o nosso testemunho diante dos incrédulos? Será que o pecador consegue ver o Cristo ressuscitado reinando em nossas vidas?

 

 

Deixe o seu comentário

Ou preencha o formulário abaixo.

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *